Camisas inusitadas que amamos – Brian Scalabrine no Celtics

Luís Araújo

“Todo mundo usa camisa de gente conhecida. Do Kobe e do Jordan é fácil. Quero ver a desses caras assim. Eu prefiro jogador que pouca conhece.”

A frase é de Illy Souza, advogado de 41 anos que compareceu ao ginásio Amadeu Teixeira, em Manaus, para ver de perto a vitória do Flamengo sobre o Vasco pelo NBB. De fato, a camisa que ele escolheu para ir ao jogo é bastante exótica. Não por ser do Boston Celtics, mas por ser de Brian Scalabrine.

“Essa eu escolhi a dedo, precisei ir até os Estados Unidos para achar”, afirmou Illy ao Triple-Double. “Foi difícil, mas consegui. Agora quero achar de um outro jogador assim. Tipo o Will Perdue, que também era muito criticado e que pouca gente aqui conhece”, completou, referindo-se ao ex-pivô que fez parte dos primeiros três títulos do Chicago Bulls e que depois foi mandado para o San Antonio Spurs em troca de Dennis Rodman.

Além desta de Perdue, o advogado contou que está em busca das de Bill Laimbeer e de Steve Kerr para aumentar a coleção de camisas inusitadas. “Quando conseguir mais alguma assim, vou te mandar”, ele prometeu. Mas existe algo a mais ao usar a de Scalabrine. Não é só por ser diferente. É como se servisse também para fazer justiça a alguém que parece ter sido marcado só pelo folclore.

“O pessoal fala que ele é limitado e alguns comentaristas o criticam muito, mas o cara tem um anel de campeão em Boston”, disse Illy. “Se ele estava na NBA é porque alguma coisa de bom tinha, né? Todo mundo fala que como companheiro de time ele era espetacular. O cara entrava em quadra e o pessoal ia à loucura.”

O que Scalabrine fez em Boston

Foram cinco temporadas, entre 2005 e 2010. Fez parte da campanha do Celtics que culminou no título de 2008 com pouco mais de 10 minutos de ação por partida durante a fase de classificação, mas acabou não sendo utilizado durante os playoffs.

Seu recorde de pontos pela equipe durante o tempo que ficou em Boston foi de 17 pontos, registrados no dia 31 de janeiro de 2007, em uma derrota para o Los Angeles Lakers. Além dessa vez aí, Scalabrine alcançou os dois dígitos de pontuação pelo Celtics só em mais outras 12 oportunidades.

Tags: , , ,

COMPARTILHE