Podcast Triple-Double #60

Luís Araújo

Algumas movimentações no mercado da NBA envolvendo jogadores de menor expressão estão na pauta desta edição do podcast do Triple-Double, que recebe Ricardo Stabolito (Jumper Brasil). Por que JJ Redick, por exemplo, faz muito sentido no Sixers, mesmo recebendo grana demais? O que dá para imaginar do Pelicans com Rajon Rondo, Ian Clark e o assistente técnico Chris Finch? E como Jonas Jerebko e Kelly Olynyk vão se virar longe de Boston? A conversa passa por isso tudo e muito mais.

Não custa lembrar que o podcast está no iTunes. É só jogar “Triple-Double” na busca, assinar e, claro, deixar uma avaliação por lá. Também dá para encontrá-lo no TuneIn, no próprio Soundcloud ou em qualquer outro aplicativo. E, claro, existe sempre a possibilidade de reproduzir ou fazer download no player abaixo.

O álbum que acompanha a conversa é o álbum homônimo do Heart, lançado em 1985. Os principais tópicos da discussão aparecem a seguir.

1:21 – Projeto do Triple-Double no apoia.se

2:56 – Rajon Rondo no Pelicans com Jrue Holiday, Anthony Davis e DeMarcus Cousins e a chegada do assistente Chris Finch

13:21 – Como Ian Clark pode contribuir com a rotação do Pelicans

17:32 – A motivação do Sixers para dar tanto dinheiro na mão de JJ Redick

21:52 – A aposta do Lakers em Kentavious Caldwell-Pope sem fugir do plano para 2018

25:38 – Quanto Avery Bradley pode ajudar a melhorar o Pistons

29:26 – Os custos-benefícios de Jonas Jerebko e Kelly Olynyk fora de Boston

34:16 – A folha salarial do Heat e exemplo negativo do Blazers

36:51 – A oferta gorda do Knicks para tirar Tim Hardaway Jr de Atlanta

39:38 – As contribuições que George Hill e CJ Miles podem dar a Kings e Raptors, respectivamente

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

COMPARTILHE