Um pequeno guia para entender melhor o que são e como funcionam algumas jogadas

Luís Araújo

Backdoor

É uma finta de corpo que o jogador dá sem bola, na qual corre rapidamente para a direção contrária de onde estava caminhando junto com o seu marcador para receber e definir. É o que fez Jimmy Butler neste lance, antes de enterrar.

Chifre

Bastante utilizada por equipes da NBA, do NBB e de vários outros cantos do mundo, é uma jogada fácil de identificar pela maneira que começa a ser executada: com o homem da bola em posição central, dois companheiros posicionados perto da cabeça do garrafão e dois bem abertos na zona morta, formando uma espécie de pirâmide.

Há uma série de alternativas a serem exploradas nesta jogada. O armador pode usar esses homens perto da cabeça do garrafão para receber o bloqueio e atacar o aro. Também é possível passar para um deles e correr para qualquer uma das direções para iniciar uma série de movimentações sem bola. É justamente por oferecer tantas opções que essa jogada é tão utilizada.

Crossover

São aqueles dribles individuais dados em alta velocidade por quem tem a bola nas mãos, nos quais o corpo vai de um lado para o outro. Quando bem feitos, criam espaço de maneira bastante eficiente para definir o lance.

Eurostep

É um movimento no qual o segundo passo de uma bandeja é dado rapidamente em uma direção contrária ao primeiro passo. Manu Ginóbili e Dwyane Wade fazem isso muito bem. Mas também dá para ter uma noção clara de como isso funciona com esses lances de James Harden.

Fadeaway

É um arremesso que é dado jogando todo o corpo para trás na hora do salto. Era uma das várias coisas que Michael Jordan fazia com maestria.

Floater

É uma bandeja que é concluída com uma espécie de “largada” da bola no alto por cima do marcador. Esse lance de Isaiah Thomas, dos tempos em que ainda atuava no Sacramento Kings, ajuda a entender melhor.

Hand-off

Um jogador passa a bola para o companheiro e, em seguida, já se posiciona para fazer um bloqueio para ele. Bons exemplos disso são as execuções de Timofey Mozgov no começo do vídeo abaixo, nos tempos em que ainda atuava no New York Knicks.

Isolação

São as jogadas individuais, definidas no mano a mano. O jogador tem a bola nas mãos e sozinho busca encontrar uma maneira de criar espaço contra o marcador adversário para finalizar. Esses lances de James Harden ajudam bem a ilustrar isso

Jab step

É uma finta com os pés na qual o jogador tenta fazer o defensor acreditar que ele vai partir para o corte antes de arremessar. Carmelo Anthony usa isso muito bem este recurso.

Off screen

É quando um jogador está sem a bola no fundo da quadra e corre para receber o passe no perímetro e arremessar contando com a ajuda de um bloqueio no meio do caminho. Dá para ver isso com clareza nestes chutes de Stephen Curry a seguir.

Pick and pop

Alguém corre para executar o bloqueio para um companheiro que está com a bola e, ao invés de girar para a cesta em seguida, permanece por aquela região para receber o passe fazer o arremesso de longe. É, por exemplo, o que Chaning Frye realizou bastante com Goran Dragic quando os dois eram companheiros no Phoenix Suns.

Pick and roll

Alguém corre para executar o bloqueio para um companheiro que está com a bola e, ao invés de ficar naquela região para chutar de longe, gira em direção à cesta para virar opção de passe dentro do garrafão. Quem tem o hábito de fazer muito isso em quadra é Tiago Splitter. Esse vídeo da época em que estava no San Antonio Spurs ilustra bem a situação.

Pindown

É um bloqueio realizado sem bola perto da cesta, de dentro para fora. O jogador que recebe esse bloqueio é acionado imediatamente e tem a chance de aproveitar o espaço criado a partir desta movimentação para definir o lance — seja arremessando bem aberto ou partindo para a infiltração mesmo. O homem que faz o bloqueio também pode virar opção de passe. Russell Westbrook e Kevin Durant ilustram isso neste vídeo.

Post-up

São aquelas situações nas quais um jogador recebe a bola perto da cesta e de costas para ela. A partir daí, ele próprio pode finalizar o lance ou se aproveitar da comoção que causar na defesa adversária para encontrar algum companheiro livre. Tim Duncan, Carmelo Anthony, Al Jefferson e alguns outros atletas ajudam a ilustrar tudo isso neste vídeo abaixo.

Spot-up

O jogador recebe a bola parado em uma região da quadra. Em seguida, finaliza o lance com um arremesso dali mesmo ou partindo para a infiltração. Uma boa ilustração disso é esse chute certeiro de Kawhi Leonard.

Stepback

É o arremesso no qual o jogador dá um passo para trás antes de chutar — e não simplesmente salta para trás, como acontece no “fadeaway”. Foi o que fez Derrick Rose no vídeo abaixo, que usou uma jogada de isolação e a concluiu com um ” stepback”.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

COMPARTILHE